O coletivo

“A amizade é matéria prima de qualquer cinema de envergadura!”.

A frase, do cineasta Júlio Bressane, parece perfeita para explicar o Cual. Composto por um grupo de amigos (publicitários, jornalistas, historiadores, atores, alguns formados na primeira turma do Bacharelado Interdisciplinar em Artes com Concentração na Área de Cinema da UFBA), a ideia do grupo é praticar “um cinema que prioriza o processo e o encontro, a criticidade e a (re)invenção”, como explica Ramon Coutinho, um dos membros do coletivo.

Passado pouco mais de um ano desde a criação do grupo, a fórmula deu bons frutos. “Além de diversos vídeos e experimentos, realizamos mais de dez curtas nos mais diversos níveis de recurso e estrutura, alguns premiados e muitos exibidos em vários festivais do país. E há incontáveis roteiros pra filmar nesse segundo ano de atividades…”, comenta Coutinho. Além da produção dos vídeos, o Cual frequentemente promove mostras, com trabalhos próprios e de convidados, e oficinas de audiovisual.

Formado por Álvaro Andrade, Bianca Muniz, Bruno Guimarães, Carlos Baumgarten, Danilo Umbelino, Francisco Gabriel Rego, Marcus Curvelo, Ramon Coutinho, o coletivo agrega ainda parceiros como os músicos e compositores Rodrigo Garcia, Vítor e Paulo Rios, do Conjunto de Câmara da Escola de Música (Emus) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Camará, que já fizeram trilhas para os curtas do grupo.

Danilo Umbelino

[Danilo Umbelino] É torcedor do Esporte Clube Vitória. Bacharel em Artes com Habilitação em Cinema e Audiovisual ( UFBA ) 2012. Desde 2006 vem dialogando com as potencialidades do uso da tecnologia nos processos de produção de vídeo, tendo como foco principal as ferramentas de montagem cinematográfica não linear e fotografia para cinema. Já viajou de carro de Porto Alegre (BR) ao Ushuaia (AR) em 2012, percorrendo 4 mil km da America do Sul, fotografando e filmando a expedição organizada pelo grupo Pau Brasil Off Road. Trabalhou na Diretoria de Audiovisual do Estado da Bahia e em algumas produtoras do Estado, manipulando os mais diversos formatos de vídeo: filmes publicitários, campanha política, vídeo institucional, curta metragem, documentários e programa de TV. Destacam-se os trabalhos realizados com o CUAL ( Coletivo Urgente de Audiovisual) e com o coletivo Êpa Filmes. É pai de Amora, que considera o projeto da sua vida. Um sonho ? realizar a travessia Mar grande / Salvador

marcus

[Marcus Curvelo] É torcedor do Esporte Clube Vitória. Publicitário Fracassado. Tenta escrever e filmar.

Carlos Baumgarten

[Carlos Baumgarten] Parido no dia 24 de maio de 85, às 15h, no Hospital Salvador, foi originado de um cruzamento entre índios, africanos, sertanejos e alemães. Vive uma profunda crise de identidade, que se acentua em um distúrbio no qual faz ele pensar que é um artista preso eternamente no corpo de um jornalista. Seu principal objetivo: descobrir qual o seu objetivo.

Ramon Coutinho

[Ramon Coutinho] Nascido numa tribo aborígene no interior da Australia, realizou diversas intervenções urbanas através da dança contemporânea até encontrar o taoísmo. Formado em ciências ocultas da agronomia, recita marchinhas de carnaval em manhas nubladas de terça-feira. Gosta de pedalar e imitar árvores. Num fim de tarde em itapuã encontrou uma câmera tekpix dentro de uma sacola do bom preço e se apaixonou pela pichação. Atualmente rejeita o comodismo, mas curte uma rede. Ouviu sua vovó dizer “Tudo quanto interessa a Deus, interessa ao Diabo”… E parece crer na invenção e no encontro. Utopia ou barbárie

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s