Amém

Aí num domingo eu fui à missa. Porque eu ficava com essas urgências quando alguém deixava uma câmera bacana comigo. E eu queria gravar três curtas naquele final de semana. Em um deles, eu ia improvisar alguma coisa em algum “music bar”. Eu tinha uma Rolling Stone com o Brad Pitt na capa. Ia colar o Brad Pitt na cara e entrar nos lugares. Camisa gola V. Tentar abraçar as pessoas. Fingir um ataque de epilepsia. Mas era domingo. A segunda idéia era a de filmar tetos. Um filme só com tetos. Um monte de tetos. Porque por algum motivo eu estava com a mania de olhar para cima. Mas havia pouco tempo para muitos tetos. Então eu fui à missa. Porque eu queria fazer isso há um tempo. Quando eu era criança, ficava contando quantas vezes as pessoas levantavam e sentavam durante a missa. Era algo similar à brincadeira de não pisar na pedra preta da calçada, ou de contar os objetos de um lugar e ter que chegar a um número par. Naquele domingo, eu, adulto, tentava recordar esta sensação com a câmera emprestada. A mulher veio perguntar se eu tinha pedido permissão ao padre. Disse que não e me desculpei. Falei que era fotógrafo e que fazia fotos para um trabalho acadêmico. Fotos assustam menos, eu acho. “Você tinha que ter falado com o padre.”.  Talvez. Tive outra idéia. Levar uma câmera escondida ao confessionário e falar coisas absurdas. “Eu estou atraído por tetos.”.

“Amém” ficou pronto há uns três meses. Pensamos em filmar outras missas, mas não aconteceu. Semana passada eu montei uma nova versão. “Para os Tristes e Infelizes”. Além da missa, uma fábrica de pães, um especial de TV sobre a fome na África e Ana Maria Braga. Ironicamente, logo depois “Amém” foi selecionado para o Panorama.

Há algo engraçado nos “filmes golfados”, como chamamos essas urgências. A tentativa de tirar o nó da garganta, por mais que pareça genuinamente urgente, normalmente vem de uma martelada antiga. A tendência agora é canalizar. A urgência se torna brincadeira de pular pedra, até que a beata pergunta qual o sentido daquilo que você está fazendo.

marcus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s